segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Seriado: The handmaid's tale!!!

 Faz tempo que não venho aqui indicar algum seriado e isso aconteceu porque não estava assistindo nada de diferente!!!

 Agora comecei a assistir The Handmaid`s Tale!!!


 A história desse seriado é: Em um futuro próximo, as taxas de fertilidade caem em todo o mundo por conta da poluição e de doenças sexualmente transmissíveis. Em meio ao caos, o governo totalitário da República de Gileade, uma teonomia cristã, domina o que um dia foi o território dos Estados Unidos, em meio a uma guerra civil ainda em curso. A sociedade é organizada por líderes sedentos por poder ao longo de um regime novo, militarizado, hierárquico e fanático, com novas castas sociais, nas quais as mulheres são brutalmente subjugadas e, por lei, não têm permissão para trabalhar, possuir propriedades, controlar dinheiro ou até mesmo ler. A infertilidade mundial resultou no recrutamento das poucas mulheres fecundas remanescentes em Gileade, chamadas de "servas" (Handmaid), de acordo com uma interpretação extremista dos contos bíblicos. Elas são designadas para as casas da elite governante, onde devem se submeter a estupros ritualizados com seus mestres masculinos para engravidar e ter filhos para aqueles homens e suas respectivas esposas.

 June Osborne, renomeada como Offred, é a serva atribuída à casa do Comandante Fred Waterford e de sua esposa Serena Joy Waterford. Ela está sujeita às regras mais rigorosas e uma vigilância constante; uma palavra ou ação imprópria de sua parte pode levar a sua execução. Offred, que tem o nome de seu mestre masculino assim como todas as Handmaids, pode se lembrar do "tempo de antes", quando era casada, com uma filha e tinha seu próprio nome e identidade, mas tudo o que ela pode fazer com segurança agora é seguir as regras de Gileade na esperança de que algum dia possa viver livre e se reunir com sua filha novamente. Os Waterfords, principais atores no surgimento da República de Gileade, têm seus próprios conflitos com as realidades da sociedade que ajudaram a criar.

 Já tinha ouvido falar desse seriado, mas só me animei a assistir depois de ler o livro (falei dele aqui) e ficar com muitas dúvidas e o seriado está respondendo várias dessas dúvidas...

 Ainda estou na metade de 1º temporada e estou gostando bastante, até agora o seriado tem 2 temporadas e já foi renovado o contrato para a produção da 3º.

 É bem interessante ver como a interpretação que as pessoas dão é sempre tendenciosa a privilegiar um determinado grupo de pessoa e quando esse determinado grupo possuem o poder de influenciar pessoas eles acabam aparecendo como grandes salvadores e conseguem iludir um grande número de pessoas com as suas ideias mirabolantes! Qualquer coisa parecida com a nossa realidade é mera coincidência...

 Alguém também está assistindo esse seriado? Estão gostando? Já assistiram? O que acharam???

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

15º Livro de 2018: A mulher na Janela!!!

 E o 15º livro lido em 2018 foi:




 Sinopse: "Anna Fox mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e... Espionando os vizinhos.

Quando os Russells – pai, mãe e o filho adolescente – se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo – e seus segredos chocantes – começar a ruir.

Mas será que o que testemunhou aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação? Existe realmente alguém em perigo? E quem está no controle?

Neste thriller diabolicamente viciante, ninguém – e nada – é o que parece. "A mulher na janela" é um suspense psicológico engenhoso e comovente que remete ao melhor de Hitchcock."

 Achei o livro bem chatinho e com uma história arrastada até a metade, depois TUDO mudou... A história engrenou e me prendeu até o final!!! Por tudo isso posso dizer que gostei do livro e indico...

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Visitamos o Museu Anne Frank em Amsterdam!!!

 Em agosto, finalmente, visitamos o Museu Anne Frank em Amsterdam!!! Como todos que querem conhecer esse Museu sabem é preciso comprar os ingressos com antecedência e foi o que fizemos, mais de um mês antes acessamos o site do museu e conseguimos comprar, pra quem quiser ver a disponibilidade de datas e horário é só clicar aqui.

 Próximo ao museu está a estátua de Anne Frank.


 Quando você comprar os ingressos já define a data e o horário da sua visita, sendo assim no dia marcado é preciso chegar com pelo menos 15 minutos de antecedência e aí começarão as filas!



 A 1º fila é para entrar no prédio, onde é necessário apresentar o ingresso (pode ser físico ou pelo celular) para que o segurança confirme data e horário, após passar por isso terá uma 2º fila onde o ingresso é validado e você deve pegar o fone de ouvido e selecionar o idioma que deseja  (se você está com bagagem é necessário deixar no guarda volume e eles guardam carrinho de bebê também).

 Esse fone é essencial para a visitação, pois a história é toda contada através dele, nos diferentes cômodos você "valida" o dispositivo e então a história começa a ser contada. Isso faz com que a visitação ocorra no tempo que você deseja, é possível ficar o tempo que quiser em cada espaço!

 O Museu fica na antiga casa que serviu de esconderijo para a família de Anne Frank e a família Van Pel durante a 2º Guerra Mundial, o ANEXO!

 A janelas estão todas fechadas para que seja possível ter noção de como era o "anexo".

 Quando o anexo foi descoberto, muitas coisas foram destruídas e com a ajuda do pai de Anne Frank, único sobrevivente, foi possível reconstruir de maneira bastante fiel!


Entrada do anexo.





 O anexo é pequeno e pensar que ali viveram pessoas que não podiam sair de casa e nem ver a luz do dia é bem triste e saber que apenas uma dessas pessoas conseguiu sobreviver a tudo isso e também a um campo de concentração nos dá um choque de realidade!!!

 Tudo no Museu é muito bem explicado e várias frases do diário de Anne Frank estão escritas nas paredes.

 Depois de conhecer todo o anexo os visitantes passam por outras salas que explicam o que aconteceu com os moradores depois que a polícia os encontrou.


Originais do Diário de Anne Frank.

 Não é permitido tirar fotos dentro do Museu, por isso todas as imagens foram tiradas da internet.

 Depois de tudo ainda tem uma loja com algumas souvenirs e com o livro O Diário de Anne Frank em vários idiomas.


Antiga entrada do prédio!



 Apesar de tudo eu ainda creio na bondade humana. (by Anne Frank).

 Eu li o Diário de Anne Frank na 8º série e a história ficou na minha memória para sempre, poder visitar esse museu foi como dar "vida" a tudo o que li. Triste é pensar que tudo aconteceu de verdade, mas no fim isso nos serve de lição para tentar sempre ser uma pessoa melhor.

 Pra quem está no Brasil e também tem interesse por esse tipo de museu, mas não tem data para vir para Amsterdam, em Curitiba tem o Museu do Holocausto já falei dele aqui.

 Vale lembrar que essa não era a casa onde Anne Frank viveu durante o tempo que morou na Holanda.

 Enfim super recomendo esse passeio para todos que estão planejando vir pra Amsterdam.

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Experimentamos a melhor torta de maça de Amsterdam!!!

 No mês de agosto recebemos algumas visitas em casa e por isso fizemos alguns passeio bem de turistas mesmo e um deles foi experimentar a "melhor torta de maça" de Amsterdam.

 O restaurante da melhor torta de maça é o Winkel 43.


 O Winkel 43 está localizado no bairro Jordaan, um dos mais bonitos da cidade. Ele fica de esquina e embora seja pequeno lá dentro do lado de fora também tem algumas mesas e cadeiras.

 Nós fomos lá num dia de semana, que é bem mais tranquilo e além das mesinhas do lado ainda tem mesinhas na pracinha que fica em frente e fomos também num sábado e aí fica bem mais cheio (com fila na porta) e só tem as mesas ao lado, pois na pracinha tem uma feira de orgânicos.





 O cardápio deles é bem variado. Esse é o cardápio deles durante a semana (no final de semana tem um outro cardápio, mas não sei se tem alguma diferença):


 Embora não apareça a torta de maça aí é só pedir pra atendente...

 É possível pedir a torta de maça com ou sem chantilly, eu pedi com e não me arrependi!!!



 O pedaço é generoso! A torta não estava quente, estava em temperatura ambiente, mas estava fresquinha. Tem muita maça e é doce na medida! O chantilly também é bem gostoso.

 No final de semana eu comprei uma porção de batata frita na feira para comer antes ou junto com a torta e fui impedida de sentar na mesa deles com um produto na vendido por eles!

 Super recomendo uma passadinha no Winkel 43 pra experimentar a torta de maça holandesa!!! Para saber mais do restaurante é só acessa o site deles aqui.

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

14º Livro de 2018: A Lista Negra!!!

 E o 14º livro lido em 2018 foi:



 Sinopse: "Abril. Um mês que, inevitavelmente, será sempre lembrado pelo horror de massacres ocorridos em escolas por jovens: 20 de abril de 1999, Columbine, Estados Unidos; 26 de abril de 2002 , Erfurt, Alemanha; 16 de abril de 2007, Virginia Tech, também nos EUA; e 7 de abril de 2011, Realengo, Brasil. Além desses, muitos outros já ocuparam os noticiários do mundo inteiro, chocando pela violência com que jovens assassinam seus próprios colegas. É com um noticiário como esse que o romance A lista negra abre suas páginas. Lançado agora no Brasil pela Editora Gutenberg, a obra Jennifer Brown é uma ficção que mergulha no mundo juvenil repleto por situações marcadas pelo bullying, preconceito e rejeição.
Essa é a história de Val e Nick. Eles são dois adolescentes que se conhecem no primeiro ano do ensino médio e se identificam de imediato. Val convive com pais ausentes, que brigam o tempo todo e só criticam suas roupas e atitudes. Nick tem uma mãe divorciada que vive em bares atrás de novos namorados. Os dois são alvo de bullying por parte de seus colegas do Colégio Garvin. Nick apanha dos atletas e Val sofre com os apelidos dados pelas meninas bonitas e populares. Ambos compartilham suas angústias num caderno com o nome de todos e tudo que odeiam, criando um oásis, um local de fuga, um momento de desabafo, pelo menos para Val. Já Nick não encara a lista e os comentários como uma simples piada. Há alguns meses, ele abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma co¬lega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista das pessoas e das coisas que ela e Nick odiavam. A lista que ele usou para escolher seus alvos."

 Nesse livro é possível ver como fica uma "comunidade" depois de um "ataque terrorista", sabemos que a vida tem que seguir, mas como isso acontece não sabemos. 

 Aqui é possível ver como o trabalho de um psicólogo e de um psiquiatra nos ajuda a superar os altos e baixos da vida.

 Indico esse livro para todos!!!

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Conhecendo Zaanse Schans na Holanda!!!

 Como estávamos com visita resolvemos ir conhecer Zaanse Schans, a vila dos moinhos na Holanda!

 Chegar até lá foi super simples, tivemos que pegar um trem até Amsterdam Central e depois pegamos outro trem que nos levou até Zaanse Schans (o tempo para fazer a baldeação é bem apertado, 6 minutos, mas mesmo com carrinho de bebê dá tempo). Chegando na estação de Zaanse Schans é preciso andar mais 20 minutos e assim que você atravessar uma ponte, onde já terá muita gente tirando lindas fotos, chegará!!!


 Nesse moinho funciona uma loja de chocolate artesanal! O caixa, que também deve ser dono, fala português e sabe muito da história do local!!!




Vista da ponte!

 Logo na entrada da cidade tem o 1º Albert Heijn do país (esse é o nome de uma rede de supermercado bem famosa da Holanda).



 Além disso tem várias outras casinhas verdes que são museus (alguns com entrada gratuita), lojinhas ou restaurantes / bares.



 A visita a Zaanse Schans rende várias fotos lindas!!!





 Pra quem vai com criança a diversão é garantida!!

 Tem uma "fazendinha" com galinhas, cabras, vacas, etc e é possível alimentar esses animais!!!





 A fazendinha pertence Catharina Hoeve e é na verdade uma fazenda de queijos, a loja fica na frente da área dos animais.

 A loja é linda, grande e repleta de queijos. É possível provar tudo quantas vezes quiser!!! Além dos queijos tem geleias e souvenirs.








 Nós fundos tem uma aérea que mostra como os queijos são feitos!!!



 Na entrada eles vende alguns lanches doces e salgados!

 Uma outra lojinha interessante é a oficina tamancos de madeira!!! Onde é possível ver como os tradicionais tamancos de madeira são feito.



 É possível comprar o tamancos e várias outras souvenirs.

 Do lado de fora da oficina tem o tamanco de tamanho gigante para fotos!!!





 Esse é um passeio que dá para fazer em meio dia, não é muito cansativo e podemos dizer que é uma parada obrigatória pra quem vem pra Holanda!!!

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Aniversário da Bela na Holanda!!!

 Desde que minha irmã disse que viria me visitar eu disse que faríamos uma festinha de 1 ano pra Bela aqui também (já contei aqui como foi a festinha dela no Brasil).

 Na sexta-feira antes delas chegarem eu fiz brigadeiro (tem leite condensado na Holanda) e docinhos de uva.



 O More fez o bolo, ele escolheu fazer um bolo gelado (aquele que já é cortado e fica embrulhado no papel alumínio).

 Os salgadinhos minha irmã trouxe do Brasil, ela encomendou com a mesma empresa que fez os salgadinhos da festa no Brasil (pra quem quiser mais informações o canal deles no youtube é esse aqui).


Esfiha de queijo e de calabresa.


Hamburguinho com catupiry.

 Além disso tinha coxinha também! Gente vocês não tem noção de como esses salgadinhos estavam bons! Aqui não tem catupiry e ainda não encontramos nada para substituir a calabresa, por isso esses salgadinhos viraram uma iguaria...

 A aniversariante estava linda e de muito bom humor!!!





 E festa foi bem simples, mas bem gostosa e deu pra matar a saudades de algumas comidinhas brasileiras...

 Que venha o 2º ano da Belinha.
Meu mundinho cor de rosa © 2008 | Coded by Randomness | Illustration by Wai | Design by betterinpink!