quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Violência na Holanda, será que tem?

 Tem sim, claro!


  No último sábado de manhã o More estava no facebook e viu um post de uma moradora da cidade de onde ele trabalha falando que foi passear com os cachorros e viu dois escritórios com janelas quebradas. Esses dois escritórios ficam na mesma rua em que ele trabalha!

 O More então mandou mensagem para a chefe dele com o print do post e perguntou se estava tudo bem com o escritório, a chefe ficou espantada com o que aconteceu e foi até lá confirmar.

 Por sorte estava tudo bem, mas ela foi até um dos locais com a janela quebrada e mandou essa foto.


 Aqui na Holanda os vidros são duplos, por causa do clima, então as pedras arremessadas quebraram só o primeiro vidro e não o segundo. Provavelmente algo que fica na mesa do lado da janela chamou a atenção, talvez fossem os monitores do computador, então acharam que era só quebrar o vidro, pegar o monitor e sair correndo.

 No mesmo post outro morador relatou que quebraram o vidro do carro dele e do vizinho e roubaram o rádio. Olhem o estrago que foi feito!!


 Como podem ver, vandalismo e furto ocorrem por aqui também. Mesmo o país sendo muito seguro é sempre bom tomar cuidado e nunca dar bobeira por aí.

terça-feira, 31 de julho de 2018

Minha 1º vez em Amsterdam!!!

 Depois de mais de 1 mês morando na Holanda finalmente fui pra Amsterdam!!!



 Decidimos na última hora e por isso não fizemos nenhuma programação e sendo assim decidimos descer na estação Amsterdam Central (demoramos 16 minutos para chegar)! A estação é linda e o dia ajudou muito (estava uma calor INFERNAL).




 Como chegamos na hora do almoço decidimos ir direto almoçar e já tínhamos escolhido o lugar, fomos ao Bar Langendijk! Esse Bar não fica próximo da estação e por isso tivemos que andar por +/- 30 minutos.




 O bar é lindo fica ao lado de um moinho em Amsterdam. Conseguimos nos sentar numa mesa do lado de fora e que tinha uma sombrinha (a maioria dos estabelecimentos na Holanda não tem ar condicionado e por isso é mais agradável ficar do lado de fora)! Fomos atendido por um brasileiro que nos disse que os hambúrgueres da casa eram muito bons e sendo assim esse foi nosso pedido!!!



 Para beber eu pedi um chopp (com notas de banana produzido na cervejaria ao lado do bar) e o More pediu uma cerveja (com notas de pêssego) produzida no próprio bar. 



 O almoço foi muito bom, só a cerveja do More que poderia estar mais gelada...

 Quando saímos de lá resolvemos ir atrás da nossa sobremesa e pra isso tivemos que pega um "tram" que seria +/- como um ônibus elétrico, porém não tinha ar condicionado e quase morri de tanto calor...

 Descemos na frente da estátua da Anne Frank (que fica próximo a "casa" da Anne Frank) e é claro que aproveitei pra tirar uma foto!!!



 Partimos então para o Ree7, um "café" que fica na Reestraat 7. O lugar é super pequeno e por isso tem que prestar atenção pra não passar reto.



 Estava cheio de gente quando chegamos mas conseguimos nos sentar numa das mesinhas da calçada! Pedimos 1 milkshake Pink Paradise!!!




 Preciso dizer que AMEI, pois parecia leite com nesquik morango, além das guloseimas da decoração que também eram saborosas... O More não curtiu muito.

 Depois de comida a sobremesa resolvi que queria conhecer a Primark de Amsterdam e foi pra lá que fomos...



 Essa loja é gigantesca, acho que são 6 andares de pura perdição. Passamos por todos os andares, mas não comprei nada, pois estava muito cheio e eu estava com dor de cabeça por causa do calor =/

 Quando saímos da loja resolvemos voltar pra casa na nossa cidadezinha do interior, que embora seja vizinha de Amsterdam é bem tranquila e vazia...

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Como nos comunicamos na Holanda?

 O idioma falado na Holanda é o holandês!!!



 O holandês é uma língua germânica ocidental, fortemente relacionada com o alemão e com muitas semelhanças ao inglês. Confesso que quando cheguei não achei nenhuma semelhança com o inglês e hoje consigo encontrar algumas semelhanças na escrita...

 A maioria das pessoas aqui falam e entendem inglês, porém como esse não é um idioma oficial do país as placas e informações nos transporte públicos, todos os contratos e várias outras coisas são SOMENTE em holandês!!!

 Quero muito me matricular num curso de holandês e em agosto começarei um on line (não sei se será muito proveitoso, mas como estaremos com visita em casa não tinha como me comprometer com algo presencial) e no futuro vou procurar algum, quem sabe num futuro próximo eu já consiga falar alguma palavra em holandês?!



 Não entendo nada que eles falam e quando leio algumas coisas, as vezes, consigo fazer associação de algumas palavras com inglês, mas mesmo assim é bem pouco... De uma maneira geral acho um idioma bem difícil e com pouca ou quase nenhuma similaridade com o português =/

Assim que eu começar a aprender holandês contarei aqui (tenho certeza de que não será nada fácil)...

terça-feira, 17 de julho de 2018

1 Ano vivendo fora do Brasil!

 Já faz um ano! 



 Nem parece que passou tanto tempo, pra falar a verdade parece sim!!!

 No dia 17 de julho de 2017 eu não fazia ideia de como seria minha vida, minha zona de conforto tinha ido pro espaço e lá estava eu buscando meu lugar no mundo...

 Chegamos em Portugal e a única coisa que eu sabia (desde o momento que saí do aeroporto) era não quero morar aqui pra sempre, isso foi por motivos pessoais que não valem a pena serem comentados...



 Lá fiquei por 10 meses, nesse tempo:

* Conheci muita gente (inclusive a família da minha avó, que nos recebeu muito bem e que sinto muita saudades).



* Conheci muitos lugares lindos, realmente Portugal é um país LINDO!!!



* Aprendi que o português falado no Brasil não é o mesmo que é falado em Portugal!

* Vivi a experiência de poder falar no celular, no meio da rua, sem medo de ser assaltada!

 Enfim 10 meses depois me mudei novamente e a nova residência é na Holanda!


 Sabe amor à primeira vista? É isso que senti quando cheguei aqui e sigo com o mesmo sentimento...

 Quando me perguntam o motivo pelo qual eu saí do Brasil minha resposta é simples: "saí porque queria conhecer outros lugares, saber como é viver em outros países!" 

 Se eu sinto falta do Brasil? Claro que sim! Morro de saudades e já pensei em voltar milhões de vezes, quem sabe um dia!!!

 Nesse 1 ano fora pude ver que o Brasil tem muita coisa pra melhorar, mas vi também que o que eu pensava dos outros países é a mesma coisa que eles pensam do Brasil... Aquele sentimento de "a grama do vizinho é sempre mais verde" é reciproco!!! 

 Aprendi que copa do mundo é festejada por todos os países participantes, se a Holanda estivesse na copa a empresa do meu marido também liberaria eles mais cedo para assistirem os jogos da Holanda (isso não acontece só no Brasil)!

 Ainda tenho muito pra viver e aprender, mas isso nunca irá desmerecer meu país e para sempre eu serei brasileira!

 Se você quer sair do Brasil a dica que dou é: O mundo é muito grande para vivermos a vida toda no mesmo país!!!

sexta-feira, 13 de julho de 2018

13º Livro de 2018: O Conto da Aia!!!

 E o 13º livro lido em 2018 foi:




 Sinopse: "Escrito em 1985, o romance distópico O conto da aia, da canadense Margaret Atwood, tornou-se um dos livros mais comentados em todo o mundo nos últimos meses, voltando a ocupar posição de destaque nas listas do mais vendidos em diversos países. Além de ter inspirado a série homônima (The Handmaid’s Tale, no original) produzida pelo canal de streaming Hulu, a ficção futurista de Atwood, ambientada num Estado teocrático e totalitário em que as mulheres são vítimas preferenciais de opressão, tornando-se propriedade do governo, e o fundamentalismo se fortalece como força política, ganhou status de oráculo dos EUA da era Trump. Em meio a todo este burburinho, O conto da aia volta às prateleiras com nova capa, assinada pelo artista Laurindo Feliciano."

 Esse foi o livro que inspirou o famoso seriado The Handmaid's Tale!!!

 Ainda não assisti o seriado e por isso não posso fazer comparações...

 Não gostei muito do livro, na minha opinião faltam algumas explicações e isso atrapalhou bastante a minha leitura... Achei a história lenta e repetitiva...

 Quero muito assistir o seriado e ver se assim consigo respostas para as dúvidas que ficaram!

terça-feira, 10 de julho de 2018

Como tiramos nosso BSN???

 O BSN é o número fiscal dos Holandeses, equivalente ao CPF no Brasil e o NIF em Portugal (falei disso aqui). Sem ele você não consegue fazer algumas coisas básicas e importantes como abrir conta em banco e receber seu salário, mas consegue outra coisa que também é muito importante que é alugar um lugar para morar.

 É através da prefeitura de onde você vai morar, também chamada de Gemmente ou municipality, que você consegue obter o BSN.



 Para isso você precisar agendar um horário através do site ou telefone para poder se registrar e indicar que agora você está morando nessa cidade. Confirme a lista de documentos necessários mas no nosso caso precisamos apenas do cartão cidadão Holandês, passaporte Brasileiro, contrato de aluguel e certidão de nascimento. No caso da Débora foram os mesmo documentos pessoais só que os Portugueses e também a certidão de casamento.



 A certidão de nascimento Brasileira e o apostilamento dela precisam ser traduzidos para Inglês ou Holandês, mas esse documento você pode levar depois, na hora nós apenas mostramos que tínhamos o documento em Português. Eles dizem que alguns países emitem as certidões de nascimento e casamento em um padrão internacional, como é o caso de Portugal, mas como eu já tinha uma de nascimento recente não fomos atrás de ver se o consulado Brasileiro faz isso aqui na Holanda.

 É importante também que você se registre o quanto antes, então assim que souber onde for morar já se informe sobre o agendamento pois em algumas cidades pode demorar cerca de quase 1 mês enquanto em outras, que foi o nosso caso, foi de apenas 1 semana.

 Nós chegamos cedo e fomos bem atendidos até antes do horário. Eles tiram cópias dos seus documentos, fazem uma aprovação do seu passaporte na hora e te dão um formulário para você preencher. Neste formulário você preenche informações pessoais suas, do seu cônjuge, do seu ex-cônjuge caso você tenha, seus filhos e pais, então venha preparado.

 Depois de 1 semana, até menos, você recebe no correio o seu registro na prefeitura e nele tem o seu BSN. 

 Agora você já pode correr ao banco de sua preferência e abrir uma conta. Boa sorte!

sexta-feira, 6 de julho de 2018

12º Livro de 2018: Mulheres Sem Nome!!!

 E o 12º livro lido em 2018 foi:



 Sinopse: "Inspirado em personagens reais da Segunda Guerra Mundial, um romance encantador sobre coragem, escolhas e redenção. Até onde você iria para honrar a vida daqueles que foram esquecidos?

A socialite nova-iorquina Caroline Ferriday está sobrecarregada de trabalho no Consulado da França, em função da iminência da guerra. O ano é 1939 e o Exército de Hitler acaba de invadir a Polônia, onde Kasia Kuzmerick vai deixando para trás a tranquilidade da infância conforme se envolve cada vez mais com o movimento de resistência de seu país. Distante das duas, a ambiciosa Herta Oberheuser tem a oportunidade de se libertar de uma vida desoladora e abraçar o sonho de se tornar médica cirurgiã, a serviço da Alemanha.

Três mulheres cujas trajetórias se cruzam quando o impensável acontece: Kasia é capturada e levada para o campo de concentração feminino de Ravensbrück, onde Herta agora exerce sua controversa medicina. Uma história que atravessa continentes - dos Estados Unidos à França, da Alemanha à Polônia - enquanto Caroline e Kasia persistem no sonho de tornar o mundo um lugar melhor.

Costurado por fatos históricos e personagens femininas poderosas, Mulheres sem nome é um romance extraordinário sobre a luta anônima por amor e liberdade. Um livro inspirador, que encanta e comove até a última página."

 Não vou falar da história, pois é preciso ler pra saber e sentir (esse é o grande diferencial)

 O livro é baseado em pessoas e histórias reais e isso torna tudo mais impactante, até agora estou com aquela sensação de "como alguém foi capaz de fazer coisas assim?". 

 Eu não conhecia essa história parte da 2º Guerra Mundial e por isso foi um grande aprendizado também.

 No final a autora explica quais são os personagens reais, onde e como ela fez as pesquisas para conseguir escrever esse livro...

 AMEI esse livro!!! Realmente acho que todo mundo deveria ler!!!
Meu mundinho cor de rosa © 2008 | Coded by Randomness | Illustration by Wai | Design by betterinpink!